Quantcast
Premieres

O primeiro LP do PETDuo é o máximo do peso techno raver

‘Metal Rave’ traz 11 faixas influenciadas pelo death metal e o som das pistas dos anos 90.

Eduardo Ribeiro

Eduardo Ribeiro

A primeira vez que escrevi sobre a possibilidade de um álbum autoral do PETDuo foi em 2007. Mas na época a ideia acabou sendo adiada. Com uma série de singles lançados e a fundação de um selo, o Cause Records, um LP tornou-se menos urgente para a dupla. "Mais tarde, em 2014, decidimos que era chegado o momento de retomar o desenvolvimento do disco, mas tivemos alguns contratempos que acabaram atrasando o projeto. Ficamos também um pouco em dúvida quanto ao conceito e o nome", explica o casal em resposta por e-mail sobre o que postergou a retomada. Como nada acontece ao acaso, os males vieram para o bem e Metal Rave, o primeiro LP do PETDuo que o THUMP solta nesta sexta (2), caiu no radar e ganhou lançamento do alemão ZYX, um dos mais importantes selos europeus, criado por Bernhard Mikulski, o propulsor da "italo disco".

E assim tudo conspirou para que o nascimento de Metal Rave se coincidisse com o aniversário de 20 anos da dupla. Ícone do hard techno, o PETDuo nunca escondeu a sua alma death metal, até mesmo porque isso está evidente no som. Logo, resolveu enfatizar esse lance na temática de seu álbum de estreia. "Ouvimos muito metal em casa", escrevem Ana e David, "vamos em shows, colecionamos discos e edições especiais. Realmente esse estilo é uma parte muito importante de nossas vidas e tentamos incorporar isso no álbum. Abraçamos referências de Slayer, Krisiun e Napalm Death."

As 11 faixas do trabalho fundem velocidade, energia, sintetizadores e pancadas eletrônicas. A faixa "The Healing", com 0.9 segundos de duração, inclusive, remete à clássica "You Suffer", urro gutural de 1,31 segundos do Napalm Death. É a música eletrônica mais curta da história. Ela concentra todos os elementos conceituais da obra: um kick de hard techno, um bassline, uma base de synth da Roland 303, um riff de guitarra e um vocal dizendo "And we were raving". Não dá pra sacar porque está tudo comprimido, mas é o que pega. Na contramão, "Master of Raves" chega com oito minutos e leva a viagem para um lado épico bem catártico. Já "Altered State" puxa mais para a faceta raver 90, com uma batida que lembra a onda do jungle breakbeat.

Há mais de 11 anos o PETDuo deixou São Paulo para se fixar em Berlim, na Alemanha. A imersão numa das mais fortes cenas techno se reflete na ousadia que passou a assumir ao longo do tempo. "Foi quando começamos a experimentar com sons que não são característicos do hard techno, como guitarras, baterias acústicas e vocais guturais com referências de rave 90."

Dá o play e se liga na marretada: