A DJ Rachael quer mais mulheres na dance music de Uganda

A produtora está dando um gás na cena eletrônica do leste africano e levando jovens mulheres à música através de seu coletivo, Femme Electronic.

|
jun 8 2017, 1:00pm

Kampala é mais compacta e menos conhecida que Nairóbi, mas a capital de Uganda é que nem aquele festival pequeno que você curte — é tão legal que você não quer que muitos conheçam. Entre suas preciosidades temos DJ Rachael, a primeira DJ mulher do leste africano, e a emergente cena eletrônica da qual ela faz parte.

Ela acaba de celebrar 20 anos na música eletrônica — conquista que também comemoramos aqui no THUMP com a estreia de sua mais nova faixa, "Kiroot", disponível para streaming abaixo. Sua carreira englobou diversos gêneros, do deep house ao dubstep, do drum'n'bass ao prog house, e agora ela usa a influência de sua posição para ajudar gerações mais jovens de mulheres a se educarem como DJs e em produção musical por meio de seu coletivo Femme Electronic.

Quando nos encontramos em uma noite de terça, por volta da meia-noite, a pequerrucha DJ de 39 anos me dá um salve com voz estridente. Ela está de boné, jeans escuro e uma camiseta preta com estampa da "The Rapture", evento que bolou para comemorar seus 20 anos como DJ.

Leia o restante da matéria na VICE.