Isao Tomita, um dos pioneiros da música eletrônica, morreu aos 84 anos

O artista japonês foi a principal influência do Yellow Magic Orchestra e a causa da sua morte ainda não foi divulgada.

|
mai 9 2016, 3:05pm

Photo via the artist's website

Esta segunda (9), começou mais triste com a notícia da morte de Isao Tomita, um dos pioneiros da música eletrônica, que faleceu aos 84 anos.

Ainda jovem compositor, Tomita desenvolveu o ambient com instrumentos acústicos numa empreitada que chamou de "tone poems". Essa técnica foi usada na trilha sonora do programa de ficção científica japonês, Mighty Jack. Depois de adquirir um sintetizador modulor Moog III no começo dos anos 1970, Tomita voltou sua atenção para compor usando instrumentos eletrônicos. Em seu álbum de 1974, Snowflakes Are Dancing, regravou os "tone paintings" do Debussy com ajuda do seu Moog. O resultado foi um sucesso internacional — Snowflakes Are Dancing concorreu a quatro Grammys em 1975, incluindo a categoria de melhor álbum de música clássica daquele ano.

Pupilo de Hideki Hideki Matsutake, Tomita integrou o Yellow Magic Orchestra como programador de som durante 1978 a 1982. Numa entrevista ao Resident Advisor, Matsutake contou o quanto Tomita influenciou o som da banda, e em particular influenciou o líder do grupo, Ryuichi Sakamoto: "No estúdio o YMO gastou um tempo analisando como Tomita criava os sons. Sakamoto tinha todas as gravações dele e quando iria trazer trazer um registro dizia: 'Hoje, vamos escutar isso e estudar'. O som do YMO definitivamente tem suas raízes na música de Tomita."

Nos anos 1980 e 1990, Tomita desenvolveu uma série de concertos que ficaram conhecidos como 'Sound Cloud Concerts' envolvendo sons que surgiam das mais diversas plataformas e locais. Só pra se ter uma ideia, em concerto à beira-mar em Sydney, com Tomita se apresentando no palco, havia um barco cheio de bateristas kabuki tocando a partir do mar e um helicóptero com um alto falante acoplado que voava ao redor da multidão.

Atualmente, Tomita trabalhava numa espécie de música holográfica — intitulado como Dr. Coppelius, o projeto era dedicado ao seu amigo, Hideo Itokawa, o pai do primeiro foguete japonês. "Gostaria de finalizar 'Dr. Coppelius assim que possível", disse Tomita ao Japan Times em dezembro último. "Mas se alguma coisa me acontecer, que outros possam finalizá-lo".

Siga o THUMP nas redes Facebook // Soundcloud // Twitter.