Quantcast

O Set do Sven Väth no Clash Club Foi um Rolêzinho de Clubber Maduro

Troquei sorrisos mil com o Papa Sven enquanto ele fritava a mente de galera de trinta e poucos anos na festa Circuito, em São Paulo.

Anna Mascarenhas

Anna Mascarenhas

Se você tem uns 22 anos e seus pais saíram na noite de sábado 29 de março, existe uma chance considerável de eu ter os encontrado na balada. Isso porque o Clash Club recebeu o DJ alemão Sven Väth na festa CIRCUITO (inclusive nossos irmãos do Noisey o entrevistaram e você pode ler o papo aqui), com seus clásicos sets de techno trance e house que animaram a casa das 2h e pouco até o fechamento. Completando 50 anos esse ano, em outubro, Papa Sven soma 33 anos de carreira como DJ e produtor. O cara é uma daquelas estrelas da cena eletrônica dos anos 90, de festas insanas na Alemanha e em Ibiza, e seu hits já animaram muito a noite dos seus coroas.

Tive a honra de assistir o cara tocando seus discos de vinil - ele levou duas caixas enormes repletas deles -, usando dois decks e um mixer, por um tempão. Não aguentei ficar até o final, não pela música, mas pela festa. Sendo menor de 27 anos, eu claramente me sentia parte de uma minoria esquisita naquele rolê. Uma eventual grosseria de um dos funcionários também não facilitou muito e fui pra casa mais cedo do que gostaria, mas o clima não prejudicou em nada as fotos (ainda bem!). Bote algum som do Papa Sven pra tocar - recomendo Ritual of Life - e se liga nos clicks: