Os Altos e Baixos de 34 Horas de Techno em Ibiza

Depois da experiência na ilha baleárica, nosso repórter conta por que se transformou em um homem melhor.

|
ago 10 2015, 6:45pm

Embora todo o meu bom senso me sugerisse o contrário, acabei comprando uma passagem de última hora da lendária rota Londres-Ibiza semana passada. Tudo o que consegui foram 34 horas entre a chegada e a partida para absorver décadas de história do dance, mas tudo bem. Em nome da "pesquisa", achei que era a minha responsabilidade enquanto jornalista musical me aprofundar o máximo que poderia em duas noites na cultura de clube local. Era só um pulo até as ilhas Baleares, né? O que poderia dar errado?

O que se seguiu a isso foram alguns dos melhores e piores momentos da minha vida. Pacha, Solomun, Butch, catedrais de 700 anos, Sven Väth, pegar carona em estradas de terra, Dixon, festa de despedida do solteiro com Ben Klock, e vomitar em um vôo da EasyJet. Tudo isso em apenas 34 horas de house e techno muito, muito suados.

11:00PM, Domingo

Eu fiquei sabendo que vôos da EasyJet podem ficar um pouco caóticos. É verdade. A molecada a bordo transformou o avião em um zoológico, gritando, pulando nos assentos e sentando no colo de mulheres. Não estou falando da molecada dos clubes, eu quis dizer crianças de verdade. O avião estava cheio delas. Posto isso, um menino vendo Only Fools and Horses mostrava um gosto maduro por programas de comédia para alguém de apenas quatro anos de idade. "Ele sabe todas as palavras", sua mãe me disse.

12:30AM, Segunda

Ao aterrisar, começo a suar e não paro até pousar novamente em Londres.

2:00AM, Segunda

Fui direto para Pacha, onde Solomun, indescutivelmente um dos melhores DJs de house do mundo, mantém a vibe forte a noite toda. O DJ alemão Butch também conhecido como O Bigode mais Cafajeste do Tech-House providencia acompanhamento para o repertório casual mas sério de Solomun. Eu não acho que o homem tenha tocado uma música ruim durante toda sua vida.

4:00AM, Segunda

As garrafas de Belvedere na área VIP são tão grandes que você poderia deixar um feto em conserva nelas. Eu não tenho motivo algum para estar lá além de transformar a bebida extremamente cara de uma pessoa em bebida grátis para mim, o que eu faço até um sujeito baixinho e barbudo me dar uma bronca que eu não consegui ouvir e/ou entender. No entanto, ele parece bem bravo. Eu ofereço dar algum drink de contrabando de volta para ele, mas no verdadeiro espírito de Ibiza, ele me deixa quieto e eu economizo cerca de 25 euros.

9:00AM, Segunda

O after party rola em um lugar chamado Destino, mas eu não faço ideia de onde seja isso. Eu sou convencido por uma bela garota de que o rolê fica perto o bastante para ir a pé. Definitivamente não é perto o bastante para ir a pé.

10:00AM, Segunda

A minha nova amiga anda ao lado de uma estrada tentando conseguir uma carona para nós enquanto o sol matinal nos assa, eu percebo que estava me divertindo tanto na noite anterior que esqueci de usar qualquer droga. Isso faz eu me sentir estranho. Mas talvez me sentir assim tenha a ver com um caso de insolação.

11:00AM, Segunda

Depois de ficar morrendo sob o sol, tirar a minha camiseta (uma ocorrência rara), e lutar com hordas de mosquitos, acabamos sendo salvos por um italiano lumbersexual em um Fiat que nos leva o resto do caminho até Destino. Estou exausto, desidratado, perdido e confuso, até esbarrar com Solomun e Butch continuando sua colab manhã alta lá no Tox, um lugar mais íntimo do que a Pacha, localizado no alto das colinas nos arredores suburbanos de Ibiza.

1:00PM, Segunda
É bom dormir.

5:00PM, Segunda

Dalt Vila, a cidade velha de Ibiza com estradas de paralelepípedo e uma catedral de 700 anos de idade, parece estar a milhões de quilômetros de distância da loucura, apesar de ser possível ir à pé para lá de Pacha. Existem muitos lados dessa ilha, exemplificados pelas hordas de famílias britânicas de classe média alta mastigando calamares luxuriosamente, ignorando os excessos que flanqueiam suas calmas férias de família.

1:00AM, Terça
Consigo entrar no Amnesia dizendo para o cara da porta que sou um "jornalista" da "Vice". Já é difícil me entender mesmoe em inglês, então acho que ele ficou confuso pelo meu espanhol (na verdade: mexicano) zoado, e apenas me acenou para entrar para se livrar de mim. Valeu!

4:00AM, Terça

Amnesia. Agora isso é uma porra de uma balada, um templo gigantesco de adoração à dance music. É grande pra caralho! Na sala principal, Ben Klock e Enzo Sirugasa acionam frias vibes de tech, enquanto Sven Vath e Dixon providenciam mais climas melódicos em um terraço ainda maior. Eu nunca vi tanta gente junta ouvindo música tão hermética. Aqui, o uderground fica na superfície.

5:00AM, Terça


A área de fumante do Amnesia é como as Nações Unidas da rave. Um conjunto de garotas britânicas se mantém preocupadas e unidas em um canto. Elas vieram esperando uma festa de espuma da Paris Hilton, mas, um dia atrasadas, encontraram os pancadões de Ben Klock.

7:00AM, Terça
Direto da balada para o aeroporto. Parece glamuroso, mas estou sofrendo. Mais uma vez, fui pego no momento tantas vezes em uma noite que esqueci de usar qualquer droga. Eu não digo isso de maneira bonzinha de forma alguma. Mas a energia desses lugares é tanta que você nem precisa de nada ilegal para te fazer continuar.

9:00AM, Terça
Mesmo sem um coquetel de substâncias, me encontro apresentado ao drink Especial de Ibiza também conhecido como o Desregurgitador ou O Aperitivo Balear. Isso é quando, depois de ir direto da balada para o aeroporto, você vomita na sua boca enquanto o avião está no meio da decolagem. Amarrado e cercado de pessoas (mantenha em mente que o EasyJet é barato de mais para ter sacos de vômito), você não tem nenhuma outra escolha a não ser beber... devagar o próprio vômito. Esse foi um dos momentos mais baixos da minha vida e com isso posso dizer que eu saí de Ibiza como um homem melhor.

Jemayel Khawaja está no Twitter - @JemayelK

Tradução: Pedro Moreira