Segundo seu último relatório, o SoundCloud enfrenta "dificuldades financeiras"

Será que um investimento de 77 milhões de dólares e a parceria com a Universal Music serão o suficiente manter a empresa na ativa?

|
fev 11 2016, 8:35pm

Alexander Ljung, SoundCloud's CEO. Photo courtesy of SoundCloud

O SoundCloud, serviço de streaming de música com mais de 175 milhões de usuários mensais, precisa resolver seus problemas com direitos autorais e lançar um sistema de assinatura eficiente em 2016, se quiser continuar vivo no mundo dos negócios, de acordo com os últimos relatórios financeiros da empresa.

Na análise, que foi feita referente ao ano de 2014 e divulgada nesta semana, em parceria com a agência britânica Companies House, os diretores da startup de Berlim disseram: "Estamos enfrentando problemas financeiros e materiais para nos sustentarmos nos negócios." O SoundCloud, que foi fundado em 2007 por Alexander Ljung e Eric Wahlforss, reportou que, em 2014, a empresa perdeu 44 milhões de dólares (aproximadamente 117 milhões de reais na época).

Esses dados de 2014 são os mais recentes da companhia. No começo do mês, o SoundCloud anunciou um acordo com a Universal Music Group, que permite aos artistas da UMG e os compositores da Universal Music Publishing Group usarem os dados, análises e ferramentas promocionais do SoundCloud, o qual, em troca, poderá utilizar dos registros das duas majors. Este acordo foi uma maneira encontrada pela companhia de tentar monetizar seu serviço até então oferecido gratuitamente para os seus 18 milhões de usuários. Também foi essa uma das suas tentativas da plataforma de resolver o problema com direitos autorais que vem enfrentando

Neste relatório, a empresa de auditoria KPMG destacou três áreas com as quais o SoundCloud precisa se preocupar imediatamente: negociações de licenças com selos de música, estruturação de um sistema de assinatura eficiente e um financiamento adicional seguro.

KPMG também disse que as condições atuais da companhia indicam que a "existência de dificuldades financeiras podem colocar em dúvida a possibilidade da empresa em continuar na ativa".

Em uma declaração enviada ao THUMP US por e-mail, um representante da SoundCloud disse que o relatório reflete um estágio de crescimento da companhia, pontuando o investimento de 77 milhões de dólares recebidos em 2015 como uma amostra da confiança do mercado na firma: "Estamos focando em uma maneira de fazer com que os artistas passem a receber pela sua criatividade e também em construir uma plataforma sustentável financeiramente na qual todos possam usufruir melhor nos próximos anos".

Siga o THUMP nas redes Facebook // Soundcloud // Twitter.